Por Kang-Xing Jin, diretor de Saúde

A Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou o coronavírus como uma emergência de saúde internacional. O Facebook está apoiando o trabalho da comunidade global de serviços de saúde de diversas formas, especialmente limitando a disseminação de notícias falsas e de conteúdo online sobre o vírus que possa gerar danos no mundo real, e conectando as pessoas com fontes confiáveis de informações. Confira a seguir algumas das medidas que estamos tomando.

Limitando a desinformação e conteúdo que pode causar danos

Nossa rede global de verificadores de fatos tem trabalhado na revisão de conteúdo e temos reduzido a distribuição de informações falsas sobre o coronavírus. Quando eles marcam um conteúdo como falso, limitamos o seu alcance no Facebook e Instagram, e mostramos às pessoas informações precisas desses parceiros. Também notificamos as pessoas que já tinham compartilhado o conteúdo marcado como falso antes da checagem ou que estão tentando compartilhá-lo mesmo depois de ele ter sido verificado.

Também vamos começar a remover conteúdos com afirmações falsas ou teorias da conspiração que organizações globais e locais de saúde têm trazido à tona, e que podem causar dano às pessoas caso elas acreditem nesses conteúdos. Estamos fazendo isso como uma extensão das nossas políticas existentes de remoção de conteúdos que possam provocar danos físicos às pessoas no mundo real. Estamos nos concentrando em conteúdos para desencorajar que as pessoas se tratem da doença ou tomem as devidas precauções para evitar o contágio. Isso inclui afirmações a respeito de falsos métodos de prevenção ou cura – como beber alvejante cura o coronavírus – ou conteúdos que possam gerar confusão sobre os recursos de saúde que estão disponíveis. Vamos ainda bloquear ou restringir hashtags usadas para espalhar desinformação no Instagram, e estamos fazendo uma varredura proativa para encontrar e remover o máximo disso que conseguirmos.

Oferecendo informação útil e suporte

Nossas plataformas já estão sendo usadas para ajudar as pessoas a se conectar com informação precisa e confiável sobre a situação, incluindo de organizações de saúde globais e regionais. Estamos trabalhando em coordenação com organizações líderes de saúde para tornar isso mais fácil e mais acessível para pessoas usando o Facebook e Instagram.

Por exemplo, vamos ajudar as pessoas a receber informações relevantes e atualizadas de parceiros através de mensagens no topo do Feed de Notícias do Facebook. Isso será usado com base em orientações da OMS. Quando as pessoas buscam por informações relacionadas ao vírus no Facebook ou por uma hashtag no Instagram, vamos destacar informações educacionais de fontes críveis. Também oferecemos créditos para que organizações façam campanhas publicitárias educacionais sem custo sobre o coronavírus no Facebook e Instagram em regiões afetadas, e estamos discutindo formas de fornecer assistência adicional e suporte a autoridades de saúde.

Ajudando parceiros com ferramentas de dados

Estamos compartilhando dados agregados e anonimizados e mapas de densidade populacional de alta resolução para pesquisadores renomados da Escola Pública de Saúde da Universidade de Harvard e da Universidade Nacional Tsing Hua em Taiwan, para ajudar a informar seus modelos de previsão da disseminação do vírus. Poderemos expandir esses esforços para um maior número de parceiros nas próximas semanas. Também estamos ajudando parceiros a entender o que as pessoas estão falando sobre o assunto no mundo online, através de ferramentas como o CrowdTangle, para que eles tomem decisões mais informadas sobre suas ações.

Nem todas estas medidas estão totalmente implementadas. Vai levar algum tempo para que todas elas estejam disponíveis nas nossas plataformas.

Vamos fornecer atualizações sobre medidas adicionais que estamos adotando em coordenação com parceiros globais e regionais, à medida que a situação avança.