83% das pessoas no Brasil querem ser vacinadas contra COVID-19, mostra pesquisa em parceria com Facebook

Dados precisos são essenciais para informar no combate à pandemia de COVID-19. Hoje, divulgamos dados de pesquisas globais conduzidas pela Universidade de Maryland em parceria com o Facebook.

No Brasil, o estudo mostra que, em 5 de fevereiro, mais de 83% das pessoas que responderam à pesquisa pretendem ser vacinadas contra COVID-19. Clique aqui para acessar os índices de aceitação de vacinas.

A disposição das pessoas em receber uma vacina contra o COVID-19 varia amplamente em todo o mundo. Por exemplo, a média de intenção na Argentina é de 74%, em comparação a 88% no México e 76% na Colômbia.

Como parte de nosso programa Data for Good, o Facebook está colaborando com parceiros acadêmicos para convidar uma amostra de pessoas que usam o Facebook para participar de pesquisas fora da plataforma. Com mais de 39 milhões de respostas até o momento desde abril de 2020, em 200 países e territórios, essa é uma das maiores análises para ajudar pesquisadores de saúde a monitorar e prever melhor a disseminação do coronavírus. Os estudos são realizados por nossos parceiros acadêmicos e o Facebook não recebe respostas individuais. 

Apoiando os esforços para vacinação contra o COVID-19

O Facebook também anuncia hoje diferentes iniciativas para apoiar os esforços de vacinação ao redor do mundo, como:

  • US$120 milhões em créditos publicitários para ajudar autoridades de  saúde, ONGs e agências da ONU a alcançar bilhões de pessoas em todo o mundo com informações sobre vacinas contra o COVID-19 e saúde preventiva
  • Dados para informar a distribuição eficiente de vacinas e esforços educacionais para construir confiança nas vacinas de COVID-19
  • Expansão dos nossos esforços para remover informações falsas no Facebook e no Instagram sobre COVID-19 e vacinas – mais detalhes no link. Conectamos mais de 2 bilhões de pessoas de 189 países a informações confiáveis sobre o coronavírus, por meio do nosso Centro de Informações sobre COVID-19 e mensagens informativas, e removemos mais de 12 milhões de postagens no Facebook e no Instagram contendo desinformação que poderiam levar a danos físico iminente

Veja o post na nossa Newsroom com mais informações neste link. 

 

*Dados de 5 de fevereiro de 2021.

** O Facebook tem uma parceria com a Universidade de Carnegie, que conduz adicionalmente as pesquisas locais nos EUA. Juntas, as duas pesquisas somam mais de 50 milhões de respostas.



Usamos cookies para ajudar a personalizar conteúdo, mensurar anúncios e fornecer uma experiência mais segura. Clicando ou navegando no site, você concorda em permitir a coleta de informações dentro e fora do Facebook por meio de cookies. Saiba mais, inclusive sobre os controles disponíveis: Política de Cookies