Meta

Reduzindo conteúdo político no Feed

Por Aastha Gupta, diretora de Gestão de Produtos

Atualizado em 19 de julho de 2022:

Nossos testes concluíram que colocar menos ênfase em curtidas e compartilhamentos para conteúdos políticos é uma maneira eficaz de reduzir a quantidade de material desse tipo que as pessoas veem em seus feeds. Agora, implementamos essas mudanças globalmente.

Atualizado em 7 de julho de 2022:

Após testarmos esta mudança de ranking no Facebook no Brasil em resposta ao feedback das pessoas que queriam ver menos conteúdo político em seus feeds, a partir de hoje daremos menos ênfase a comentários e compartilhamentos para determinar a distribuição de conteúdo político no Facebook no país.

Atualizado em 24 de maio de 2022:

Como parte dos testes em resposta ao feedback das pessoas de que gostariam de ver menos conteúdo político em seus feeds, estamos reduzindo o peso de comentários e compartilhamentos para distribuição de conteúdo político. Quando perguntamos às pessoas que experimentaram essa mudança, elas nos disseram que viram menos conteúdo em seus feeds que não consideravam valioso. Com base nesses resultados, estamos expandindo os testes globalmente. Continuaremos a compartilhar atualizações à medida que refinarmos e analisarmos esses testes.

Atualizado em 9 de dezembro de 2021:

Estamos expandindo os testes no ranking de conteúdo político para o Facebook Watch. Vamos compartilhar mais sobre o impacto desses testes à medida que eles progredirem.

Atualizado em 13 de outubro de 2021:

Estamos expandindo os testes no ranking de conteúdo político para mais países. À medida que tivermos mais dados sobre esses testes, iremos compartilhar sobre o que estamos aprendendo e continuaremos a promover mudanças a partir do feedback das pessoas.

Atualizado em 21 de agosto de 2021: 

Temos visto resultados positivos para os testes em resposta ao feedeback que temos recebido das pessoas sobre desejarem ver menos conteúdo político em seus feeds. Como resultado, planejamos expandir esses testes para Costa Rica, Suécia, Espanha e Irlanda.

Também identificamos que alguns sinais de engagamento podem indicar melhor quais posts as pessoas consideram mais valiosos que os outros. Com base nesse feedback, estamos gradualmente expandindo alguns testes para colocar menos ênfase em sinais como qual a probabilidade de alguém comentar ou compartilhar um conteúdo político. Ao mesmo tempo, estamos colocando mais ênfase em novos sinais sobre qual a probabilidade de as pessoas fornecerem feedback negativo a posts sobre tópicos políticos e eventos da atualidade quando definimos o ranking desses tipos de conteúdo no Feed.

Identificamos que essas mudanças irão afetar conteúdos sobre assuntos públicos mais amplamente e que publishers podem ver um impacto em seu tráfego. Sabendo disso, estamos planejando um lançamento gradual e metódico desses testes. Mas permanecemos encorajados com os resultados e esperamos anunciar expansões adicionais nos próximos meses.

Atualizado em 17 de fevereiro de 2021:

Os testes iniciais para reduzir a distribuição de conteúdo político no Feed está agora ativo nos Estados Unidos para um pequeno percentual de usuários.

Texto publicado originalmente em 10 de fevereiro de 2021:

Como mencionado por Mark Zuckerberg na recente teleconferência para divulgação de resultados trimestrais, um feedback frequente que temos recebido é que as pessoas não querem que conteúdo político prevaleça em seus feeds de notícias.

Nos próximos meses, trabalharemos para entender melhor as diversas preferências das pessoas por conteúdo político e testaremos uma série de abordagens com base nessas descobertas. Nosso primeiro passo será reduzir temporariamente a distribuição de conteúdo político no Feed de Notícias para uma pequena porcentagem de pessoas no Canadá, Brasil e Indonésia nesta semana, e nos Estados Unidos nas próximas semanas. Durante esses testes iniciais, avaliaremos diferentes maneiras de classificar o conteúdo político no feed das pessoas, usando vários sinais para então decidir as abordagens que usaremos no futuro. Informações sobre COVID-19 de organizações oficiais de saúde, como a OMS, bem como de agências e serviços de saúde nacionais e regionais dos países impactados, além de conteúdo de agências e serviços oficiais do governo, não serão incluídas nesses testes.

Para determinar a eficácia dessas novas abordagens, iremos perguntar às pessoas sobre sua experiência quanto ao uso do Feed durante esses testes. É importante deixar claro que não estamos removendo o conteúdo político do Facebook por completo. Nosso objetivo é preservar a capacidade das pessoas de encontrar e interagir com conteúdo político no Facebook, respeitando o interesse de cada uma delas sobre o que desejam ver no topo de seu Feed de Notícias.

Com base em nossas análises nos Estados Unidos, o conteúdo político representa apenas 6% do que as pessoas veem no Facebook. E, apesar de o Feed de Notícias de cada pessoa ser diferente, sabemos que mesmo uma pequena porcentagem de conteúdo político pode impactar a experiência de alguém de forma geral. Nós já oferecemos controles para ajudar as pessoas a gerenciar o que gostariam de ver em seus Feed de Notícias, a partir de ferramentas como Favoritos, que permite selecionar pessoas e Páginas que podem ser priorizadas no Feed de Notícias; “Ativar Modo Soneca”, para ocultar temporariamente as postagens de uma pessoa, Página ou Grupo; e a opção de desabilitar anúncios políticos. Contudo, estamos sempre buscando melhorar o Feed de Notícias, e isso significa encontrar um novo equilíbrio sobre o conteúdo que as pessoas desejam ver.

À medida que iniciarmos este trabalho, vamos compartilhar os aprendizados e as abordagens que se mostrarem mais promissoras.



Usamos cookies para ajudar a personalizar conteúdo, mensurar anúncios e fornecer uma experiência mais segura. Clicando ou navegando no site, você concorda em permitir a coleta de informações dentro e fora do Facebook por meio de cookies. Saiba mais, inclusive sobre os controles disponíveis: Política de Cookies