A resposta do Facebook ao primeiro conjunto de recomendações do Comitê de Supervisão

Por Nick Clegg, vice-presidente global de Políticas Públicas e Comunicação

Em janeiro, o Comitê de Supervisão publicou as decisões sobre seu primeiro conjunto de casos, as quais implementamos imediatamente. O Comitê também publicou recomendações sobre 17 áreas nas quais o Facebook poderia melhorar sua moderação de conteúdo.

Adicionalmente às decisões vinculativas do Comitê de Supervisão sobre conteúdo, estamos empenhados em considerar suas recomendações e comunicar de forma transparente sobre as medidas tomadas. Hoje, estamos nos comprometendo a agir para endereçar 11 das recomendações recentes do Comitê. Em vários desses casos, já agimos de acordo com as observações dadas, enquanto em outros, estamos nos comprometendo com o que foi recomendado ou indo além. Também estamos avaliando a viabilidade de mais cinco das recomendações e forneceremos essas atualizações no futuro.

Há uma recomendação restante com a qual discordamos e não faremos qualquer alteração, pois está relacionada ao abrandamento de nossa aplicação de medida em desinformação sobre COVID-19. Em consulta com autoridades de saúde globais, continuamos a acreditar que nossa abordagem de remover a desinformação sobre COVID-19 que pode levar a danos iminentes é a correta durante uma pandemia global.

Para cada recomendação, temos fornecido respostas detalhadas e continuamos as atualizando à medida que progredimos em nossos compromissos. Algumas das ações que estamos tomando incluem:

  • Fornecendo mais transparência. 
    • Consolidar e esclarecer as políticas de desinformação sobre saúde. Conforme anunciado no início deste mês, consolidamos as informações sobre desinformação sobre saúde em um artigo da Central de Ajuda, para o qual agora temos um link para os Padrões da Comunidade. Também esclarecemos nossa política de desinformação sobre saúde, como parte de uma atualização maior sobre o COVID-19, incluindo mais detalhes sobre nossas regras e dando exemplos do tipo de alegações falsas que removeremos.
    • Atualizando políticas do Instagram. Atualizamos a política do Instagram sobre nudez para esclarecer que a nudez relacionada à saúde é permitida. Também faremos uma atualização mais abrangente para refletir todas as políticas que aplicamos no Instagram hoje, e dar às pessoas mais informações sobre a relação entre os Padrões da Comunidade do Facebook e as Diretrizes da Comunidade do Instagram.
    • Lançando a Central de Transparência. Estamos trabalhando em uma nova Central de Transparência que esperamos lançar nos próximos meses. Será um destino para as pessoas obterem mais informações sobre nossos Padrões da Comunidade e como os aplicamos.
    • Explicando os termos-chave. Procuraremos a melhor maneira de explicar os termos-chave em nossos Padrões da Comunidade e compartilhar mais informações sobre nossa política de Organizações e Indivíduos Perigosos.
  • Calibrando cuidadosamente o uso de automação. 
    • Melhorando a detecção automatizada. Estamos sempre aprimorando nossa tecnologia de automação e continuaremos a refinar nossos modelos de aprendizado de máquina para que sejam melhores na detecção dos tipos de nudez que permitimos. Isso inclui melhorar os sinais de visão computacional, amostrar mais dados de treinamento para nosso aprendizado de máquina e, quando não estivermos tão confiantes sobre a precisão de nossa automação, assegurar que pessoas revisem o conteúdo.
    • Explorando quando pessoas e tecnologia devem ser usadas para revisão e apelações. A tecnologia nos permite detectar e remover conteúdo nocivo antes que as pessoas o denunciem, às vezes antes que as pessoas o vejam. Normalmente, iniciamos remoções automatizadas quando são pelo menos tão precisas quanto as dos revisores de conteúdo. Continuaremos avaliando quais tipos de revisões ou apelações devem ser feitas pelas pessoas e quais podem ser tratadas seguramente por sistemas automatizados, e a melhor forma de fornecer transparência sobre como as decisões foram tomadas.
    • Transparência em torno da automação. Vamos testar a recomendação do Comitê de informar às pessoas quando seu conteúdo for removido por automação. 
  • Continuando a avaliar nossas políticas sobre COVID-19. 
    • Avaliação contínua de ferramentas. Continuaremos a avaliar e desenvolver uma série de ferramentas para endereçar a desinformação sobre saúde, considerando a opção menos intrusiva à expressão, sempre que possível.
    • Removendo com base em consulta com especialistas. Continuaremos buscando os principais cientistas, incluindo da Organização Mundial da Saúde e outras autoridades de saúde pública, para nos dizer o que é mais propenso a contribuir para danos físicos iminentes

Implementando as decisões do Comitê em escala

Também iniciamos o processo de restabelecimento de conteúdo idêntico com contexto paralelo nos seguintes casos: muçulmanos uigures, hidroxicloroquina, azitromicina e COVID-19 e uma citação nazista. Essas ações afetarão não apenas os conteúdos publicados anteriormente no Facebook e Instagram, mas também o conteúdo futuro.

Para os casos em que o Comitê mantenha nosso julgamento final, continuaremos a assegurar que o conteúdo idêntico com o contexto paralelo permaneça ou não, em linha com a decisão emitida.

O que vem a seguir?

Quando criamos o Comitê de Supervisão, esperávamos que seu impacto viesse não apenas de suas decisões em casos individuais, mas também de recomendações mais amplas sobre como podemos melhorar nossas políticas e práticas. Este é o início desse processo. 

O Comitê lida com algumas das questões mais complicadas de moderação de conteúdo que o Facebook enfrenta, onde geralmente não há decisões fáceis. Queremos que este processo seja o mais aberto e transparente possível, por isso estamos respondendo a cada uma de suas recomendações detalhadamente aqui.

Consulte a nossa resposta detalhada para as recomendações, em inglês, aqui.



Usamos cookies para ajudar a personalizar conteúdo, mensurar anúncios e fornecer uma experiência mais segura. Clicando ou navegando no site, você concorda em permitir a coleta de informações dentro e fora do Facebook por meio de cookies. Saiba mais, inclusive sobre os controles disponíveis: Política de Cookies