Meta

Fortalecendo nossos esforços contra a divulgação de imagens íntimas não consensuais

Por Antigone Davis, Head Global de Segurança da Meta
  • Em conjunto com mais de 50 organizações não governamentais em todo o mundo, a Meta está apoiando o lançamento do StopNCII.org da organização UK Revenge Porn Helpline, para ajudar a impedir o compartilhamento não consensual de imagens íntimas na Internet (NCII).
  • Essa plataforma empodera as pessoas ao redor do mundo a impedir, de forma proativa, o compartilhamento não consensual de suas fotos íntimas nas plataformas das empresas de tecnologia participantes, dando às vítimas mais controle e segurança sobre suas imagens.
  • A StopNCII.org foi desenvolvida com segurança e privacidade à frente de cada etapa do processo. A plataforma usa uma tecnologia que faz hash (gerando uma impressão digital segura) de imagens e vídeos diretamente no dispositivo da pessoa, para que essas imagens ou vídeos nunca precisem sair da posse dela.

O compartilhamento não consensual de imagens íntimas (NCII) – às vezes, infelizmente, referido como “pornografia de vingança” – pode ter um impacto devastador na vida de uma pessoa. Não permitimos esse conteúdo em nossos aplicativos e, hoje, estamos dando mais um passo no nosso trabalho, líder do setor, de combate à disseminação desses conteúdos em nossos aplicativos e na internet de forma geral.

Hoje, a Meta e o Facebook na Irlanda estão apoiando o lançamento do StopNCII.org, com a organização UK Revenge Porn Helpline e mais de 50 organizações em todo o mundo. Esta plataforma é a primeira iniciativa global desse tipo para ajudar com a segurança de pessoas que estejam preocupadas que as suas imagens íntimas (fotos ou vídeos de uma pessoa que apresentem nudez ou são de natureza sexual) possam ser compartilhadas sem o seu consentimento. A UK Revenge Porn Helpline e a Meta desenvolveram esta plataforma com privacidade e segurança em todas as etapas do processo, graças à ampla contribuição de vítimas, sobreviventes, especialistas, ativistas e outros parceiros de tecnologia.

A segurança e a privacidade por trás do StopNCII.org

Quando uma pessoa estiver preocupada que suas imagens íntimas tenham sido postadas, ou que possam vir a ser postadas em plataformas online – como Facebook ou Instagram – essa pessoa pode criar uma solicitação de ajuda por meio do portal StopNCII.org para detectá-las de forma proativa.

A ferramenta apresenta uma tecnologia de correspondência de imagens que atribui um valor exclusivo (um código numérico) a uma imagem, criando uma impressão digital segura, que é chamada de hash. As empresas de tecnologia que participam do StopNCII.org recebem esse hash e podem usá-lo para detectar se alguém compartilhou as imagens ou se alguém está tentando compartilhá-las em suas plataformas. Criar uma solicitação de ajuda por meio do StopNCII.org pode impedir ativamente a proliferação deste tipo de material.

Embora as empresas participantes usem o hash para identificar imagens que alguém compartilhou ou que está tentando compartilhar sem consentimento na plataforma de uma das empresas participantes, a imagem original nunca sairá do dispositivo da pessoa. Apenas esses hashes, não as próprias imagens, são compartilhados com o StopNCII.org e as plataformas de tecnologia participantes. Esse recurso impede a circulação desse conteúdo, e mantém essas imagens com segurança em posse do proprietário.

O StopNCII.org é voltado para adultos, maiores de 18 anos, que receiam que uma imagem íntima deles possa vir a ser compartilhada, ou que já tenha sido compartilhada, sem o seu consentimento. Para menores de 18 anos, existem outros recursos e organizações que podem oferecer apoio, incluindo o Centro Nacional para Crianças Desaparecidas e Exploradas (NCMEC) e a linha de ajuda e denúncia da Safernet Brasil 

Presença global do serviço

O StopNCII.org está disponível para pessoas em todo o mundo. Será operada pela UK Revenge Porn Helpline, uma organização que ajudou milhares de sobreviventes de NCII e removeu mais de 90% do conteúdo denunciado desde sua fundação, em 2015. ONGs parceiras ao redor do mundo são essenciais para expandir a luta contra esse tipo de abuso e a apoiar as vítimas onde quer que estejam, e há mais de 50 parceiros que se juntam a nós hoje. Essas organizações agora utilizarão o StopNCII.org para ajudar as vítimas

locais a retomar o controle de suas imagens íntimas online.

 O StopNCII.org baseia-se na tecnologia desenvolvida pelo Facebook e pelo Instagram do projeto piloto NCII, que começou em 2018 para ajudar as vítimas a prevenir, de forma proativa, a divulgação de suas imagens íntimas – não apenas removê-las após o compartilhamento. Durante anos, temos usado a tecnologia de correspondência de fotos e vídeos para remover imagens íntimas compartilhadas sem consentimento, incentivando as pessoas que usam nossos serviços a relatar esse tipo de comportamento ou conteúdo e oferecendo recursos para melhor apoiar as vítimas. Ao longo desse tempo, ouvimos vítimas e especialistas sobre a necessidade de uma ação mais forte adotada por toda a indústria de tecnologia, que coloque a vítima em primeiro lugar. Ao permitir que as potenciais vítimas acessem diretamente a tecnologia de hashing, o StopNCII.org dá a elas mais atuação, protegendo a privacidade de suas imagens e abrindo a porta para que outras empresas participem desse esforço. Esta nova plataforma oferece ainda mais segurança, privacidade e proteção para ajudar as vítimas a retomar o controle.

 Continuaremos a desenvolver essas ferramentas para atender às demandas dos usuários e trabalhar com parceiros para garantir a eficácia de nossa tecnologia e abordagem. Para saber mais, acesse StopNCII.org.



Usamos cookies para ajudar a personalizar conteúdo, mensurar anúncios e fornecer uma experiência mais segura. Clicando ou navegando no site, você concorda em permitir a coleta de informações dentro e fora do Facebook por meio de cookies. Saiba mais, inclusive sobre os controles disponíveis: Política de Cookies