Atualização de diversidade no Facebook: Aumentando a representatividade em nossa força de trabalho e apoiando empresas lideradas por grupos minorizados

Por Maxine Williams, Chief Diversity Officer

Para conectar o mundo, precisamos de pessoas com diferentes origens e pontos de vista para construir produtos que funcionem melhor para todos. Isto significa construir uma força de trabalho que reflita a diversidade das pessoas que alcançamos. Desde 2014, temos divulgado publicamente as métricas de diversidade do Facebook e compartilhado nossos planos para melhor apoiar as comunidades de diferentes etnias, mulheres, membros da comunidade LGBTQ+ e outros grupos. Este ano, fizemos progressos, identificamos áreas para melhoria e expandimos nossos investimentos para apoiar diversas comunidades por meio da educação, emprego e aumento das oportunidades econômicas. Compartilhamos, a seguir, um resumo dessas ações:

  1. Aumentamos a representatividade das mulheres em cargos técnicos, não técnicos e de liderança em todo o mundo, bem como dos funcionários negros e hispânicos nos EUA.
  2. Em apenas um ano, conseguimos um aumento de 38,2% entre pessoas negras em cargos de liderança, obtendo assim um avanço na meta que traçamos de aumentar em 30% a quantidade de líderes de diferentes etnias, em cinco anos.
  3. A representatividade global das mulheres, combinada com grupos sub-representados, pessoas com deficiência e veteranos de guerra nos EUA superou ligeiramente nossa ambiciosa meta de crescimento, e hoje representa 45,6% de nossa força de trabalho, acima dos 45,3% em 2020.
  4. Estamos no caminho certo para atingir nosso objetivo de investir US$ 1,1 bilhão em empresas de grupos diversos, e fazer doações para criadores de grupos sub-representados e organizações sem fins lucrativos este ano. 
  5. Lançamos nossos Princípios de Inovação Responsável e formamos Conselhos de Produtos Inclusivos em toda a empresa para orientar nossas equipes na construção de produtos mais acessíveis e igualitários.

Representatividade crescente entre os funcionários do Faceboo

Nós nos desafiamos a perseguir objetivos ambiciosos em tudo o que fazemos no Facebook. Durante os últimos dois anos, estabelecemos três metas para aumentar a representatividade em nossa força de trabalho em cinco anos.

  1. Dobrar o número de mulheres empregadas no mundo e dobrar o número de funcionários negros e hispânicos nos EUA.
  2. Aumentar o número de pessoas de grupos sub-representados. Até 2024, nosso objetivo é ter pelo menos 50% de nossa força de trabalho composta de mulheres no mundo todo, além de grupos sub-representados, como pessoas com duas ou mais etnias, pessoas com deficiências e veteranos de guerra nos EUA. 
  3. Aumentar em 30% o número de líderes baseados nos EUA (funcionários de nível de diretor e acima) que sejam pessoas de diferentes etnias.

Para atingir estes objetivos, esperamos ver alguma flutuação dos índices ano a ano com base no crescimento da empresa e de determinadas posições. Continuaremos trabalhando para atingir essas metas independentemente de sermos capazes de cumpri-las dentro de cinco anos, pois o progresso na representatividade é fundamental para servir o público em níve global.

Quanto ao terceiro objetivo, estamos orgulhosos de que em apenas um ano conseguimos um aumento de 38,2% de pessoas negras em cargos de liderança devido ao forte recrutamento e maior foco na retenção dos melhores talentos em toda a empresa. À medida que crescemos, trabalharemos para manter esta representação de funcionários negros na liderança. Também continuaremos lutando por um aumento geral de 30% na representatividade de pessoas de diferentes etnias nos EUA, incluindo asiáticos e hispânicos, em cargos de liderança. 

Durante o último ano, vimos um crescimento em comunidades sub-representadas no Facebook. Hoje, mais de 21% de nossos funcionários não técnicos se identificam como negros ou hispânicos. Também temos orgulho de informar que tivemos nosso grupo de estagiários mais diversificado em 2021, com 44,0% de mulheres em todo o mundo e 20,4% de comunidades sub-representadas nos EUA (negros e latinos). Este ano, 4,7% de nossos funcionários baseados nos EUA se identificam como pessoas com deficiência, e 2,4% se identificam como veteranos de guerra. Nossa comunidade LGBTQ+ representa 10,6% de nossa força de trabalho baseada nos EUA.

Realizamos regularmente análises de equidade salarial, e nossa última análise confirma que continuamos a ter equidade salarial entre gêneros globalmente e por raça nos EUA para pessoas em empregos similares (levando em conta fatores como localização, função e nível).

Construindo Produtos Igualitários e Acessíveis 

Queremos que nossos produtos sejam inclusivos, acessíveis e tragam o mesmo valor para todas as pessoas. Em setembro do ano passado, a equipe do Facebook Reality Labs introduziu os Princípios de Inovação Responsável para orientar o desenvolvimento de produtos AR e VR mais inclusivos. Estes princípios permitiram a criação de funcionalidades como a nova guia de Acessibilidade no Oculus. Isto inclui um recurso de Correção de Cores, que ajuda pessoas daltônicas a distinguirem mais facilmente as cores ao usar o Oculus e a terem uma experiência de VR mais confortável.

Também criamos Conselhos de Produtos Inclusivos que oferecem diversas perspectivas e feedback às equipes de produtos em toda a empresa com base em experiências vividas. A contribuição de um Conselho de Produtos Inclusivos reduz o risco de danos e ajuda nossas equipes a considerar como um produto pode impactar uma gama diversificada de comunidades e pessoas. A participação em um Conselho de Produtos Inclusivos é incentivada e reconhecida em nosso processo de avaliação de desempenho. 

Durante o último ano, introduzimos ferramentas para facilitar que as pessoas encontrem e apoiem no Facebook e Instagram empresas de donos que se auto-identificam como pessoas negras e que comercializam produtos voltados para essa comunidade. Também tornamos mais fácil para as pessoas descobrirem e apoiarem as empresas de propriedade de pessoas com origem asiática por meio das coleções das Lojas do Facebook e do Instagram. E como o acesso às vacinas da COVID-19 se tornou uma questão mundial, usamos nossos aplicativos para angariar fundos para a equidade global de vacinas, promover informações confiáveis para as comunidades mais afetadas pela COVID-19, e compartilhar conhecimentos e ferramentas para a distribuição equitativa de vacinas. Também apoiamos clínicas de vacinas em nossa sede e nos EUA como um todo.

Melhorando o acesso às oportunidades educacionais

Em junho, estabelecemos uma meta de três anos para atingir 1 milhão de membros da comunidade negra e 1 milhão de membros das comunidades hispânicas e latinas nos EUA por meio de um programa chamado Facebook Elevate, que oferece treinamento gratuito em habilidades digitais. Atingimos nossa meta graças a uma equipe interna diversificada que trabalhou rapidamente para envolver os membros dessas comunidades. Também estamos no caminho certo para atingir nosso objetivo de dar 100.000 bolsas de estudo a estudantes negros que trabalham para obter certificações de habilidades digitais por meio de nosso programa Facebook Blueprint. 

Continuamos a investir em programas educacionais destinados a aumentar o acesso às áreas de STEM (do inglês Ciência, Tecnologia, Engenharia e Matemática) e a treinamentos em informática para mulheres, pessoas negras e latinas. Este ano, estamos expandindo nosso programa de co-ensino de Inteligência Artificial que começou como um piloto em 2020 com a Georgia Tech. Junto com a universidade, construímos um currículo de aprendizagem profunda que os professores de faculdades e universidades que têm histórico de formação de pessoas negras e de instituições que atendem à comunidade hispânica irão adotar. Nosso objetivo é permitir que mais estudantes de comunidades sub-representadas sejam treinados em inteligência artificial. 

Também anunciamos recentemente um novo Summer News Fellowship para estudantes de graduação e recém-formados de faculdades e universidades que têm histórico de formação de pessoas negras. Este programa elevará os talentos negros emergentes e os futuros profissionais da mídia, conectando-os com organizações de notícias nacionais e locais estabelecidas em todos os EUA. 

Estes programas são adicionais às parcerias e programas existentes que temos com CodePath.org, Align, Tech Prep e outras organizações dedicadas a nivelar o campo de atuação. Estes programas ajudam estudantes de grupos sub-representados que enfrentam desafios desproporcionais a obter acesso equitativo e oportunidade de obter diplomas e, eventualmente, carreiras na ciência da computação.

Apoio a diversos fornecedores, empresas, organizações sem fins lucrativos e criadores 

No ano passado, nos comprometemos a investir US$ 1 bilhão com diversos fornecedores em 2021, incluindo US$ 100 milhões para empresas de propriedade de pessoas negras. Nos comprometemos a conceder mais US$ 100 milhões em concessões e créditos de anúncios às pequenas e médias empresas, criadores e empresas sem fins lucrativos dos EUA. Não apenas estamos no caminho certo para atingir estes objetivos, como também doamos outros US$ 10 milhões a 36 empresas sem fins lucrativos americanas, indicadas por funcionários do Facebook, que estão trabalhando para enfrentar barreiras à equidade racial. Em maio, expandimos este programa com um investimento adicional de US$ 5 milhões que irá para organizações focadas em justiça e equidade racial para a comunidade asiática e das Ilhas do Pacífico e outras comunidades marginalizadas. E em dezembro passado, alocamos US$ 10 milhões ao nosso Black Gaming Creator Program para equipar a próxima geração de criadores de jogos da comunidade negra com fundos e recursos. 

Em resposta aos impactos devastadores da pandemia – particularmente em empresas de propriedade de grupos minorizados e mulheres – também desenvolvemos o Facebook Receivables Financing Program para nossos fornecedores. Por meio deste programa, o Facebook adquire de pequenas e médias empresas invoices que não tenham sido emitidas por nós. Ter acesso a este capital de giro acessível e imediato tem servido como um meio de sobrevivência e permitiu que muitas empresas permanecessem ativas durante a pandemia no ano passado. 

E para apoiar as empresas comandadas por pessoas negras, especialmente afetadas pela pandemia, uma equipe de funcionários negros criou a #BuyBlackFriday, um de nossos esforços mais impactantes para apoiar essas empresas durante o período de compras de fim de ano.

Estamos orgulhosos do progresso que fizemos e continuaremos trabalhando para melhorar a representatividade em nossa força de trabalho e continuar construindo produtos que reflitam a diversidade das pessoas que os utilizam.



Usamos cookies para ajudar a personalizar conteúdo, mensurar anúncios e fornecer uma experiência mais segura. Clicando ou navegando no site, você concorda em permitir a coleta de informações dentro e fora do Facebook por meio de cookies. Saiba mais, inclusive sobre os controles disponíveis: Política de Cookies