Relatório de comportamento inautêntico coordenado da América Latina – Dezembro de 2020

Em dezembro, removemos 17 redes de contas, Páginas e Grupos em todo o mundo, incluindo duas com atividade no Brasil e uma na Argentina. Em todos os casos, as pessoas por trás dessa atividade coordenaram e usaram contas falsas como parte central de suas operações para enganar as pessoas sobre sua identidade e suas ações. Nossas investigações, e a posterior remoção dessas operações, baseiam-se nesse tipo de comportamento e não no conteúdo que publicam, independentemente de quem os desenvolve, quem os administra, ou se são de origem local ou estrangeira.

Nos últimos três anos, compartilhamos nossas descobertas sobre mais de 100 redes de comportamento inautêntico coordenado que detectamos e removemos de nossas plataformas. Trabalhamos constantemente para detectar e interromper campanhas coordenadas que buscam manipular o debate público em nossos aplicativos. Você pode encontrar mais informações sobre nossos esforços anteriores aqui.

O que é Comportamento Inautêntico Coordenado (CIB)?

Vemos o CIB como esforços coordenados para manipular o debate público para um fim estratégico onde contas falsas são centrais para a operação. Existem duas camadas dessas atividades que trabalhamos para interromper: 1) comportamento inautêntico coordenado, no contexto de campanhas nacionais não-governamentais e 2) comportamento inautêntico coordenado em nome de um agente estrangeiro ou governamental.

  1. Comportamento inautêntico coordenado (CIB)
    Quando encontramos campanhas domésticas não governamentais que incluem grupos de contas e Páginas que procuram enganar as pessoas sobre quem são e o que estão fazendo enquanto contam com contas falsas, removemos contas não autênticas e autênticas, Páginas e Grupos diretamente envolvidos nessa atividade.
  2. Interferência estrangeira ou governamental
    Se encontrarmos qualquer instância de comportamento inautêntico coordenado conduzido em nome de uma entidade governamental ou por um ator estrangeiro, aplicamos medidas mais amplas, incluindo a remoção de todas as instâncias na plataforma relacionadas à própria operação e às pessoas e organizações por trás dela.

Aplicação contínua de medidas 

Monitoramos os esforços para restabelecer a presença no Facebook de redes que removemos anteriormente. Usando detecção automatizada e manual, removemos continuamente contas e Páginas conectadas às redes que removemos no passado.

Resumo das redes removidas em dezembro de 2020

1. Removemos 25 contas do Facebook, três Páginas e 10 contas do Instagram por violarem nossa política contra comportamento inautêntico coordenado. Esta rede com foco doméstico se originou no estado do Paraná, no Brasil, e quase não tinha seguidores quando a removemos.

Encontramos dois agrupamentos de atividades que usavam contas falsas — algumas das quais já haviam sido detectadas e desativadas por nossos sistemas automatizados — para publicar, comentar conteúdo e gerenciar Páginas. Uma dessas Páginas se passava por uma entidade de notícias independente. A atividade teve como alvo dois municípios paranaenses — Almirante Tamandaré e Colombo — e teve como foco as eleições municipais de 2020. A maioria das curtidas e comentários nas Páginas desta rede foram feitos por suas próprias contas. As pessoas por trás desta campanha publicaram em português sobre as eleições para prefeito. Elas também compartilharam comentários de apoio ao atual prefeito de Almirante Tamandaré e ao candidato a prefeito associado ao partido PSD em Colombo, bem como críticas aos oponentes políticos desses candidatos.

Encontramos essa atividade como parte de nossa investigação interna sobre suspeita de comportamento inautêntico coordenado na região. Embora as pessoas por trás disso tenham tentado esconder suas identidades e coordenação, nossa investigação encontrou ligações à Continental, uma agência de relações públicas com sede em Curitiba, e outras pessoas no estado do Paraná.

  • Presença no Facebook e Instagram: 25 contas do Facebook, três Páginas e 10 contas do Instagram.
  • Seguidores: cerca de 1.600 contas seguiram uma ou mais dessas Páginas e cerca de 2.300 pessoas seguiram uma ou mais dessas contas Instagram.
  • Publicidade: Cerca de US$ 160 em gastos com anúncios no Facebook e Instagram, pagos em reais.

Abaixo está uma amostra do conteúdo postado por algumas dessas Páginas e contas:

2. Removemos 34 contas do Facebook, uma Página e 18 contas do Instagram por violarem nossa política contra comportamento inautêntico coordenado. Essa rede com foco doméstico se originou no Brasil e quase não tinha seguidores quando a removemos.

Essa rede usava contas falsas — algumas das quais já haviam sido detectadas e desativadas por nossos sistemas automatizados — para se passar por pessoas no estado do Espírito Santo, a fim de curtir e comentar em conteúdo relacionado a candidatos nas eleições municipais de 2020 no Brasil, para que parecessem mais populares do que eram. Essa atividade se concentrou em três municípios do estado do Espírito Santo — Serra, Vitória e Cariacica — e amplificou as Páginas e publicações relacionadas a candidatos a prefeito em cada município. Em particular, as pessoas por trás dessa campanha compartilharam e comentaram em português publicações sobre um candidato do Partido Democrático Trabalhista de Serra, um candidato do partido Cidadania de Vitória e outro candidato do DEM de Cariacica.

Encontramos essa atividade como parte de nossa investigação interna sobre suspeita de comportamento inautêntico coordenado na região. Embora as pessoas por trás dessa atividade tenham tentado ocultar suas identidades, nossa investigação encontrou ligações com a AP Exata Intelligence in Digital Communications, uma empresa de relações públicas com escritórios em Brasília, Vitória e Braga, Portugal.

  • Presença no Facebook e Instagram: 34 contas do Facebook e 18 contas do Instagram.
  • Seguidores: cerca de 2.400 pessoas seguiram uma ou mais dessas contas Instagram.
  • Publicidade: Cerca de US$ 11.500 em gastos com anúncios no Facebook e Instagram, pagos em reais.

Abaixo está uma amostra do conteúdo publicado por algumas dessas Páginas e contas:

3. Removemos 663 contas do Facebook e 388 contas do Instagram por comportamento inautêntico coordenado. Esta rede teve origem na Argentina e teve como foco o público nacional.

As pessoas por trás dessa atividade usaram contas falsas, algumas das quais já haviam sido detectadas e removidas por nossos sistemas automatizados, para criar elaborados perfis fictícios usando fotos geradas por inteligência artificial. Esses perfis postavam, curtiam e comentavam conteúdo para torná-lo mais popular do que realmente era. A rede publicava em espanhol e tinha como objetivo ampliar de forma inautêntica as publicações e notícias relacionadas a Sergio Berni, Ministro da Segurança da província de Buenos Aires. Essas contas curtiram e compartilharam as mesmas publicações da Página oficial do Ministro. Além disso, eles fizeram postagens sobre hobbies, animais e culinária para parecerem mais autênticos.

Encontramos essa rede depois de analisar informações sobre uma pequena parte dessa atividade compartilhada publicamente por um pesquisador de código aberto. Nossa pesquisa também se beneficiou das descobertas que a FireEye, uma empresa de segurança cibernética, compartilhou conosco.

  • Presença no Facebook e Instagram: 663 contas no Facebook 388 no Instagram.
  • Seguidores: cerca de 10.000 contas seguiram uma ou mais dessas contas do Instagram.

Abaixo, alguns exemplos do conteúdo publicado por algumas dessas Páginas e contas:



Usamos cookies para ajudar a personalizar conteúdo, mensurar anúncios e fornecer uma experiência mais segura. Clicando ou navegando no site, você concorda em permitir a coleta de informações dentro e fora do Facebook por meio de cookies. Saiba mais, inclusive sobre os controles disponíveis: Política de Cookies