Nossos preparativos para o Dia da Posse nos Estados Unidos

Por Guy Rosen, vice-presidente de Integridade, e Monika Bickert, vice-presidente de Políticas de Conteúdo

Atualizado em 18 de janeiro de 2021: 

No dia 16 de janeiro, anunciamos que passamos a proibir anúncios que promovam acessórios para armas e equipamentos de proteção nos Estados Unidos, pelo menos até 22 de janeiro. Já proibimos anúncios de armas, munições e dispositivos para adaptar armas, como silenciadores. Mas agora também proibiremos anúncios de acessórios como cofres para armas, coletes e coldres para armas nos Estados Unidos.

Estamos monitorando sinais de violência ou outras ameaças em Washington, DC, e em todos os 50 estados do país. Na preparação para o Dia da Posse (Inauguration Day, em inglês), implementamos uma série de medidas adicionais para continuar prevenindo tentativas de uso de nossos serviços para fins de violência. Isso inclui nossa pausa contínua em todos os anúncios políticos. 

E, como fizemos nas semanas após a eleição presidencial, estamos promovendo informações precisas sobre a eleição e a violência no Capitólio, em vez de conteúdo que nossos sistemas prevêem ser menos preciso, que deslegitima a eleição ou retrate os invasores como vítimas. Também implementamos medidas específicas para reduzir oportunidades de abuso em Grupos.

Com base nessas etapas, incluímos duas medidas adicionais para impedir ainda mais que as pessoas tentem usar nossos serviços para incitar a violência.

  • Estamos bloqueando a criação de qualquer novo evento do Facebook que aconteça nas proximidades de locais como a Casa Branca, o edifício do Capitólio dos EUA e qualquer um dos edifícios do Capitólio do estado, até o Dia da Posse. Nosso centro de operações também está conduzindo uma revisão secundária de todos os eventos do Facebook relacionados à posse e removendo aqueles que violam nossas políticas. E, como fizemos no início e depois da eleição presidencial dos EUA, continuaremos a bloquear a criação de eventos nos EUA por contas e Páginas fora dos EUA. 
  • Também estamos restringindo alguns recursos para pessoas nos EUA, baseado em sinais como repetidas violações de nossas políticas. Essas restrições incluem bloquear essas contas de criar vídeos ao vivo ou criar um evento, Grupo ou Página.

Continuaremos monitorando e incluindo medidas adicionais conforme necessário.

Originalmente publicado em 11 de janeiro de 2021:

Desde o ano passado começamos a nos preparar para o Dia da Posse (Inauguration Day, em inglês) nos Estados Unidos. No entanto, nosso planejamento ganhou uma nova urgência, após a violência da semana passada em Washington, DC, e estamos tratando as próximas duas semanas como um grande evento cívico. Estamos tomando medidas adicionais e adotando as mesmas equipes e tecnologias que usamos durante as eleições para impedir conteúdos e desinformação que possam incitar mais violência durante as próximas semanas.

Agora estamos removendo conteúdos com a frase “stop the steal” (“parem o roubo”, em tradução livre), de acordo com nossa política de Coordenação de Danos do Facebook e Instagram. Removemos o Grupo original “Stop the Steal” em novembro, e continuamos a remover Páginas, Grupos e Eventos que violam qualquer uma de nossas políticas, incluindo apelos à violência. 

Temos permitido conversas robustas relacionadas ao resultado da eleição, e isso continuará. Mas com as contínuas tentativas de organizar eventos contra o resultado da eleição presidencial dos EUA que podem levar à violência, e o uso do termo por aqueles envolvidos na violência de quarta-feira passada, 6 de dezembro, em DC, estamos dando mais um passo nos preparativos até a posse. Pode levar algum tempo para aumentar nossa aplicação de medidas nessa nova etapa, mas já removemos um número significativo de publicações.

Nossas equipes estão trabalhando 24 horas por dia, 7 dias por semana, para fazer cumprir nossas políticas em torno da posse. Vamos manter nosso Centro de Operações de Integridade operando pelo menos até o dia 22 de janeiro para monitorar e responder às ameaças em tempo real. Esse Centro já estava ativo antes do segundo turno das eleições da Geórgia e da contagem dos votos do Colégio Eleitoral no Congresso da eleição presidencial dos EUA. Estendemos o seu funcionamento devido à violência no Capitólio na semana passada.

Como nas eleições de 2020, continuamos a entrar em contato proativamente com as autoridades locais e federais e estamos fornecendo informações em resposta a solicitações legais válidas. Continuaremos a remover conteúdos, desativar contas e trabalhar com as autoridades quando houver risco de danos físicos ou ameaças diretas à segurança pública.

Além da suspensão indefinida da conta do presidente Trump, que anunciamos em 7 de janeiro, estamos mantendo a interrupção em todos os anúncios sobre política ou eleições nos EUA. Isso significa que não estamos permitindo qualquer anúncio de políticos, incluindo do presidente Trump.

Também estamos conectando pessoas com informações confiáveis sobre a posse e o processo de transição. Após a posse, nosso rótulo nas publicações que tentam deslegitimar os resultados da eleição refletirá que Joe Biden é o presidente em exercício. Nosso Centro de Informação de Votação permanecerá ativo no Facebook e Instagram nos Estados Unidos durante a posse para que possa continuar a ajudar as pessoas a encontrar informações confiáveis e atualizações sobre o processo eleitoral.

Durante a semana de posse, adicionaremos um resumo de notícias ao Facebook News, um local com curadoria (não disponível no Brasil ainda) para as pessoas encontrarem notícias confiáveis sobre a posse. Isso incluirá um vídeo ao vivo da posse no Capitólio dos EUA, em 20 de janeiro. O Facebook News geralmente inclui compilados de notícias dedicados a eventos de importância nacional ou global, como o “COVID-19” ou o “Unrest in America” com matérias selecionadas pela equipe de curadoria. Haverá também curadoria de vídeo ao vivo da posse e de outros momentos importantes no Facebook Watch.

Tínhamos medidas emergenciais em vigor, desde antes das eleições nos EUA, como não recomendar Grupos cívicos para as pessoas. Na semana passada, implementamos vários outros, incluindo o aumento da exigência de administradores de Grupo para revisar e aprovar publicações antes que elas possam subir, desativando automaticamente comentários em postagens em Grupos que começassem a ter uma alta taxa de discurso de ódio ou conteúdo que incita violência, e usar inteligência artificial (IA) para rebaixar ainda mais os conteúdos que possivelmente violam nossas políticas. Estamos mantendo essas medidas em vigor.

Estaremos alertas para ameaças adicionais e tomaremos outras medidas, se necessário, para manter as pessoas seguras e informadas.



Usamos cookies para ajudar a personalizar conteúdo, mensurar anúncios e fornecer uma experiência mais segura. Clicando ou navegando no site, você concorda em permitir a coleta de informações dentro e fora do Facebook por meio de cookies. Saiba mais, inclusive sobre os controles disponíveis: Política de Cookies