Acordo final com FTC representa um novo nível de compromisso com privacidade

Por Michel Protti, diretor de Privacidade de Produto

Na quinta-feira, um tribunal federal aprovou oficialmente o acordo que chegamos com a Comissão Federal de Comércio (FTC, na sigla em Inglês), em julho do ano passado. Isso conclui a investigação da FTC que começou após os eventos em torno do caso Cambridge Analytica, em 2018.

Como descrevemos no ano passado, o Facebook concordou em mudar fundamentalmente nossa abordagem na proteção à privacidade das pessoas e pagar uma multa de US$ 5 bilhões.

Na minha função de diretor de Privacidade de Produto, estou comprometido em ajudar o Facebook a fazer alterações importantes na maneira como lidamos com privacidade em toda a empresa ao implementar a ordem. Começamos de forma positiva, com grande parte do trabalho exigido pelo acordo já em andamento.

Criando um novo nível de prestação de contas

Este acordo já trouxe mudanças fundamentais em nossa empresa e avanços na forma como protegemos a privacidade das pessoas que vão além de tudo que fizemos antes. Isso mudou a forma como trabalhamos, como construímos novos produtos e tecnologias e como lidamos com as informações das pessoas. Acima de tudo, ele traz um novo nível de prestação de contas e garante que privacidade seja responsabilidade de todos no Facebook.

Com este acordo agora em vigor, os líderes executivos da empresa, incluindo nosso CEO, agora certificam que estamos cumprindo o acordo de forma trimestral e anual à FTC. Também estamos criando um novo Comitê de Privacidade em nosso Conselho Administrativo, que será composto somente por diretores independentes, e trabalharemos com um assessor terceiro independente que se reportará regularmente e diretamente ao Comitê de Privacidade sobre o compliance do nosso programa de privacidade.

O progresso que fizemos

Embora tenhamos mais a fazer, já fizemos progressos significativos em aprimoramentos de privacidade em toda a empresa. Atualizamos nossa ferramenta de Verificação de Privacidade para orientar as pessoas em algumas de suas opções mais importantes de privacidade no Facebook, e relembramos as pessoas em todo o mundo para que revisassem suas configurações de privacidade. Terminamos de lançar nossa ferramenta de Atividade Fora do Facebook, para que as pessoas possam ver um resumo das informações que as empresas compartilham conosco e limpá-las de suas contas, se quiserem. Também começamos a publicar detalhes sobre nossa abordagem de privacidade e as proteções que incorporamos a nossos produtos em uma série chamada Privacy Matters. Por exemplo, aqui está nossa postagem sobre questões de privacidade do Facebook Pay.

Nosso trabalho de privacidade nunca termina, e entendemos que esse compromisso significa focar neste trabalho diariamente.

Fazendo da Privacidade uma responsabilidade de todos no Facebook

Reunimos alguns de nossos líderes mais respeitados e experientes para implementar esse acordo por toda a empresa.

  • Erin Egan, nossa diretora de Privacidade para Políticas Públicas, lidera nosso envolvimento na discussão pública global sobre privacidade e garante que o feedback de governos e especialistas de todo o mundo seja incorporado às nossas práticas e políticas.
  • Vladimir Fedorov, vice-presidente de Engenharia, lidera o time de produtos e infraestrutura de privacidade, que está conduzindo todas as alterações subjacentes aos produtos, ferramentas e infraestrutura que estamos fazendo.
  • Delfina Eberly, vice-presidente de Infraestrutura, lidera o time de gerenciamento de programas de privacidade, conduzindo design, implementação e testes.
  • Nosso time jurídico continua a crescer, com o objetivo de melhor apoiar nosso trabalho contínuo de privacidade.

Criamos dezenas de equipes, tanto técnicas quanto não técnicas, focadas exclusivamente em privacidade. Agora analisamos mais rigorosamente o uso de dados em todas as nossas operações. Isso significa que analisamos como os dados são coletados, usados e armazenados, desde o momento em que as pessoas compartilham novos dados conosco até o momento em que esses dados são excluídos. Garantimos que sejam usados corretamente por meio de um Processo de Avaliação de Riscos; uma auditoria abrangente de como usamos os dados em toda a empresa – avaliando riscos e implementando salvaguardas para resolvê-los. Atualmente, temos milhares de pessoas trabalhando nesses projetos relacionados à privacidade e estamos contratando muito mais.

Este acordo foi um catalisador para mudar a cultura da nossa empresa. Mudamos o processo pelo qual treinamos todos os novos funcionários do Facebook para garantir que eles pensem em seu papel através de uma visão de privacidade, projetem com a privacidade em mente desde o início e trabalhem proativamente para identificar possíveis riscos à privacidade, para que mitigações possam ser implementadas. Todos os funcionários novos e existentes são obrigados a concluir o treinamento de privacidade anual.

Um roteiro para maior prestação de contas em todo o setor

O acordo aprovado hoje vai além de qualquer exigência legal dos EUA, e acreditamos que pode e deve servir como um roteiro para uma regulamentação de privacidade mais abrangente, como outras partes do mundo têm explorado. Esperamos que isso leve a mais progressos no desenvolvimento de uma legislação consistente nos EUA e em outros lugares.

Por fim, nosso objetivo é honrar a privacidade das pessoas e focar em fazer o que é certo para elas. Acreditamos que é isso que os bilhões de pessoas que usam nossos produtos esperam de nós e continuaremos fazendo esse trabalho para elas.



Usamos cookies para ajudar a personalizar conteúdo, mensurar anúncios e fornecer uma experiência mais segura. Clicando ou navegando no site, você concorda em permitir a coleta de informações dentro e fora do Facebook por meio de cookies. Saiba mais, inclusive sobre os controles disponíveis: Política de Cookies